FOTOS

Sem Clarice: Um Colóquio pelos 40 Anos de Morte

  • Fotos do Evento Sem Clarice: Um Colóquio pelos 40 Anos de Morte promovido pelo "Grupo de Estudos Benedito Nunes (GEBN)" e "Grupo de Pesquisa Estudos de Literatura, Tradução e Imagem", da Universidade Federal do Pará (UFPA), realizado no período de 6 a 7 de dezembro de 2017,

    A conferencista de abertura do evento foi a Profª. Drª, Nádia Battela Gotlib (USP) e a mediadora da mesa a Profª. Drª. Maria de Fatima do Nascimento (UFPA):

    Mesas-Redondas:

    Comunicações:

    Encerramento:

    Comissão executiva do evento:

    HORA DE CLARICE

    A "Hora de Clarice" é um projeto criado pelo Instituto Moreira Sales para comemorar o aniversário de Clarice Lispector, que nasceu em 10 de dezembro de 1920. A referida comemoração vem acontecendo em várias cidades brasileiras e no exterior, no dia 10 de dezembro, desde 2011, confira o site: horadeclarice.ims.com.br para saber mais sobre esse evento.

    Em 2017, a "Hora de Clarice" ocorreu pela primeira vez em Belém do Pará com o título A hora da estrela no conjunto da ficção de Clarice Lispector: Conversa com Nádia Gotlib e Maria de Fátima do Nascimento, na "Livraria Saraiva", no dia 7 de dezembro de 2017, às 19h.

    Vejam as fotos do evento em Belém do Pará: da esquerda para a direita estão as professoras: Juliana Queirós, Nádia Gotlib, Maria de Fatima do Nascimento e Marli Tereza Furtado. Participaram da Discussão o Prof. Hugo Lenes Menezes e os doutorandos e mestrandos do Grupo de Estudos Benedito Nunes (GEBN) e Grupo de Pesquisa Estudos de Literatura, Tradução e Imagem, bem como mestrandos e doutorandos que estavam participando do evento "Sem Clarice: Um Colóquio pelos 40 Anos de Morte", que havia encerrado às 17h do mesmo dia, na Universidade Federal do Pará (UFPA).

FOTOS

Encontro Regional 90 Anos de Haroldo Maranhão

  • Encontro Regional 90 Anos de Haroldo Maranhão realizado pelo Grupo de Estudos Benedito Nunes e Grupo de Estudos Tradução e recepção, na Universidade Federal do Pará (UFPA) Belém, no período de 17 a 18 de agosto de 2017

    Mesa de abertura do evento:

    Mesa-Redonda:

    Comunicações:

    Encerramento:

    Participantes

FOTOS

Com apoio da FADESP, prêmio "Professor Benedito Nunes" é entregue à melhor tese de doutorado.

  • A tese de doutorado "Benedito Nunes e a moderna crítica literária brasileira", da professora Maria de Fátima do Nascimento, foi a ganhadora do prêmio Professor Benedito Nunes, apoiado pela FADESP e criado para estimular a pesquisa. A cerimônia de entrega foi realizada hoje, 16, na reitoria da UFPA, em Belém (PA).

    A premiação foi criada em 2009, quando Benedito Nunes completou 80 anos de idade. Inspirada no filósofo que morreu em 2011, ela é realizada a cada dois anos através de edital em que são inscritas teses de doutorado desenvolvidas por professores da UFPA nas áreas de Filosofia, Humanas, Letras, Comunicação e Arte.

    Nesta terceira edição, a Comissão julgadora presidida pelo professor João de Jesus Paes Loureiro escolheu entre as três finalistas, justamente a que se debruça sobre o trabalho de Benedito Nunes. O presidente ressaltou, porém, que a escolha não se deveu a isso e sim à forma como o tema foi explorado.

    "Foram três magníficos trabalhos, mas esse foi escolhido pelo que ele revela como forma de organização, de análise e de pesquisa", disse.

    O reitor da UFPA, Carlos Maneschy, reforçou a importância do mérito da pesquisa, do reconhecimento do trabalho de Benedito Nunes e da história da universidade. "Talvez essa tese nos ajude a compreender o trabalho daquele que é um dos mais importantes nomes da literatura brasileira", observou.

    A autora, Maria de Fátima do Nascimento é professora de Literatura Brasileira do Instituto de Letras da UFPA e desenvolveu a tese de doutorado através do Programa de Pós-Graduação em Teoria e História Literária da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

    Na cerimônia de abertura, ela considerou importante a divulgação da obra de Benedito Nunes e revelou ter assumido essa tarefa em diversos eventos acadêmicos. Sua orientadora, Suzi Frankl Sperber, também premiada, assim como o Programa de Pós-Graduação da Unicamp, revelou que o trabalho chegou a documentos ainda desconhecidos sobre a obra do filósofo.

    Para o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPA, Emmanuel Tourinho, a premiação cumpre o importante papel de incentivar os doutorandos a desenvolverem trabalhos com rigor. E no geral, os ganhos são para a pesquisa e a geração de conhecimento.

    Fonte: Portal FADESP

    Link: http://agencia.portalfadesp.org.br/exibe_noticias.asp?id_noticia=26274